Patofisiologia e condições

Hipersensibilidade como característica de identificação

A dor crónica é um fenómeno complexo. Resulta de uma anomalia sensorial persistente que é causada por um processo periférico em curso, como a inflamação crónica; no entanto, pode também ocorrer independentemente do evento que a originou. A hipersensibilidade é uma característica distintiva geral, que pode resultar de duas causas: da resposta aumentada a um estímulo prejudicial, resultando em dor exagerada e prolongada, ou da diminuição dos limiares, conduzindo à produção de dor em resposta a estímulos normalmente não prejudiciais. Em ambos os casos, o sistema de resposta da dor é alterado, resultando em dor crónica.1 Quanto mais dura a dor, menor é a probabilidade de uma normalização completa do sistema nervoso. Como consequência, os doentes podem desenvolver uma “memória da dor”, conduzindo a uma dor persistente apesar de a lesão já estar curada.

As condições típicas de dor crónica são

1 Woolf CJ: Somatic Pain – Pathogenesis and Prevention. British Journal of Anaesthesia, 1995; 75:169-76